Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Figura 1

Figura 2

Figura 3

Figura 4

Figura 5

 

Depoimentos

"O Dr. Eduardo Fávero, pós-graduado em cirurgia vascular e endovascular sob minha orientação, demonstra grande competência para atuação plena na especialidade"

- Dr. Antônio Luiz de Medina -

“Consultas rigorosamente no horário. Isso é respeito pelo paciente.”

- Cláudia M. Pereira -

“Encontrei no Dr. Eduardo o que procurava há muito: seriedade, competência e atenção.”

- Maria Helena Cardoso -

“Muito bom. Explicações simples sem o abuso de termos médicos. Superou minhas expectativas.”

- Pedro Rodrigues -

“Obrigado por tudo que fez por mim, dr. Eduardo.”

- Jurema Gonçalves -

“Finalmente encontrei um médico onde as consultas não são corridas e o horário é respeitado. Além de me sentir melhor atendida, me deu tempo para tirar todas as dúvidas e me sentir mais segura em relação ao meu tratamento.”

- Luciana Braga -

Varizes


             O sistema circulatório é responsável por levar sangue rico em oxigênio a todas as células do corpo através das artérias e trazê-lo de volta ao coração através do sistema venoso.

             As varizes representam o mau funcionamento do sistema de drenagem do sangue das pernas de volta ao coração, o sistema venoso dos membros inferiores.


             A chegada do sangue até as pernas é facilitada por duas forças principais: o bombeamento cardíaco e a força da gravidade. No caminho de volta ao coração, que é feito através das veias, já não temos mais a força tão vigorosa dos batimentos do coração e a gravidade que outrora era favorável, torna-se obstáculo. Diante disso o retorno do sangue se dá por um delicado equilíbrio entre a contração dos músculos da perna, sobretudo panturrilha, e um sistema de válvulas existentes nas veias que se abrem permitindo o fluxo sanguíneo apenas perna acima e se fecham impedindo o fluxo contrário, o refluxo.


             O equilíbrio desse sistema pode ser quebrado pela pouca atividade da bomba muscular nas pessoas sedentárias ou que permaneçam longos períodos em pé sem caminhar. Naqueles em que há destruição valvular (por exemplo vítimas de trombose) ou agenesia (pessoas que não têm tais válvulas de maneira congênita) o equilíbrio também é quebrado.


             O somatório de alguns fatores como excesso de peso, tabagismo, uso regular de hormônios como pílula anti-concepcional, e história familiar podem acarretar a dilatação da parede venosa gerando um mal funcionamento valvular (figura 1) e configurando a formação das varizes.


             O termo varize vem do latim “varix” que significa serpente. É uma veia tortuosa, alongada e dilatada. Apresenta-se em alto relevo na pele sendo sentida ao toque dos dedos. Sua coloração é esverdeada. São responsáveis por diversos sintomas como sensação de peso, cansaço excessivo, dor, queimação, câimbras, inchaço, coceira, dormência e formigamento.


             A doença arrastada sem tratamento ao longo dos anos tende a apresentar sinais de cronificação como escurecimento da pele, rarefação de pêlos e feridas conhecidas como úlceras venosas.


             O tratamento clínico das varizes visa, através de medicamentos, amenizar os sintomas porém não é capaz de eliminá-las.


             A grande maioria dos pacientes beneficia-se mais do tratamento cirúrgico que consiste na extirpação das veias doentes através de diversas técnicas cirúrgicas como a microcirurgia ou o tratamento por laser abordado em um outro tópico desse site.


             A microcirurgia proporciona a retirada das veias através de microcortes realizados ao longo do trajeto das varizes, cortes tão pequenos que prescindem de pontos.


             A recuperação é rápida e o efeito estético é satisfatório.

Orkut Me siga no Twitter! Acompanhe meu Blog  
Top Center Ipanema
    Rua Visconde de Pirajá, 550 sala 1808 – Ipanema – Rio de Janeiro/RJ – CEP 22410-901 
   Tel.: (21) 3322-1038

Acompanhe meu Blog!
Me siga no Twitter!
Orkut

Desenvolvido por RjToni - Webdesign

Acesso Restrito